fbpx

4 coisas que aprendi no caminho para me tornar Master Coach

master coach

Nos últimos 4 dias fiquei imerso num programa de formação em Coaching da SLAC para obter o título de Master Coach.

Durante o curso o facilitador Sulivan França mencionou uma frase muito famosa de Einstein que diz que “uma mente que se abre a uma nova ideia jamais retorna ao seu tamanho original”.

Essa frase ecoou por alguns dias na minha cabeça. Me lembro agora de diversos aprendizados que tive desde que comecei a estudar Coaching no ano passado.

Destes, quero compartilhar 4 aprendizados que acredito que podem fazer sentido para você que está buscando o autoconhecimento e como melhorar a sua performance pessoal e da sua empresa.

1. Não trabalhe duro. Trabalhe inteligentemente.

Quando comecei a trabalhar com vendas (como vendedor de telemarketing) lembro o quanto dava duro para ter um bom resultado em vendas.

Mas ironicamente quanto mais eu queria vender meus produtos menor era o interesse do cliente. Eu queria tanto que ele se interessasse por aquilo que esquecia uma parte muito sensível da equação comercial: a necessidade do cliente!

Hoje para muitos de nós parece óbvio (ou ao menos deveria ser) mas na prática isso ainda pode estar prejudicando a sua performance. Tenho certeza que se você é da área de vendas certamente vai ter uma história em que o foco na comissão prejudicou de alguma forma alguma venda (ou talvez você tenha inclusive perdido uma!).

Por isso a primeira lição é que não basta dar duro. É preciso trabalhar de forma inteligente.

Quem lembra da história do lenhador que dava muito duro para cortar as árvores (não é uma história muito politicamente correta 😅) mas que tinha um resultado péssimo por que não tinha tempo para afiar o seu machado?

Então, tire um tempo para se aperfeiçoar, se auto-conhecer, intercale esforço com autorrecompensas para se automotivar, tenha visão de futuro (já se perguntou em quem vai se tornar seguindo o mesmo caminho daqui 1, 2, 3, 5 ou 10 anos? Esta é a pessoa que você realmente deseja ser?).

2. Se interesse pela história das pessoas

Muita gente conhece aquela velha máxima: é muito melhor aprender com os erros dos outros que cometer os mesmos erros.

Pois bem. No entanto quem de fato põe em prática? E não estou falando de analisar estudos de caso (que são muito importantes!) mas sim de se interessar por ouvir a história das pessoas que convivem com você.

Quais são as intenções dessas pessoas? No que elas acreditam? Por que elas chegaram onde chegaram? O que elas podem fazer por você e o que você pode fazer por elas?

Se você começar a interessar genuinamente pelas pessoas você vai aprender muito mais sobre si mesmo. Entendendo mais sobre si mesmo e os outros você aprende também sobre como motivar, como negociar, como vender (me desculpem aqueles que não são da área de vendas mas sou louco por vendas e as vezes escapa 😁).

coaching de vendas

3. Invista em você

Sei que não é fácil. Temos um milhão de coisas pra fazer! Não raro ficamos até mais tarde trabalhando e às vezes a pilha acaba mesmo.

Mas pare pra pensar: qual é o caminho para obter um resultado excepcional? Dá pra investir na média e ter um resultado acima da média?

Infelizmente, NÃO!

Para cada nova conquista que desejamos alcançar é importante que entendamos também que algumas coisas ficam para trás. Velhos hábitos, rotinas e até algumas pessoas negativas.

Investir em si mesmo vai além de apenas fazer um curso para obter o diploma e colocar no currículo.

É acreditar no próprio potencial. É fazer mais por si e pelo outro. É fazer networking. É aprender uma nova língua. É mudar o ciclo de amizades. E estudar de verdade (não apenas para obter um certificado)!

Hoje em dia todos temos à nossa disposição milhões de conteúdos gratuitos e de altíssima qualidade, como artigos, vídeos, planilhas (inclusive no blog da Sales Hackers você pode encontrar muitos conteúdos de qualidade relacionados à área de Vendas).

Aprenda e pratique em seguida. O que vale não é o que você sabe mas o que você faz com o que sabe. Lembre-se disso.

4. Tire um tempo para meditar

Quando eu era adolescente descobri no Karatê (sempre fui fã de Artes Marciais) o que era meditação e comecei a praticar.

Na época não tinha muita ideia dos benefícios que a meditação proporciona mas achei legal e resolvi investir um tempo para aprender.

De lá pra cá já acumulei um bocado de horas praticando e posso citar alguns benefícios que qualquer iniciante pode perceber logo nos primeiros dias:

– Aumenta o foco no que se está fazendo

– Desenvolve a autopercepção e o autoconhecimento

– Nos ajuda a prestar mais atenção aos detalhes

– Reduz o estresse e a ansiedade

– Dá mais clareza mental

Eu não sou especialista em meditação mas estes são alguns benefícios que pude perceber ao longo de 13 anos praticando.

Se ficar curioso vale a pena dar uma olhada no Google (ou clicar aqui) e ver que outros benefícios você encontra. Tem pesquisas que indicam benefícios na saúde, no aprendizado etc.

Além dessas 4 coisas, aprendi muitas outras coisas que de repente posso compartilhar em outros textos.

Se você teve alguma reflexão interessante com a leitura, compartilhe esse texto com mais alguém e deixe a sua reflexão nos comentários! Vou adorar conhecer um pouquinho da sua história.

master coach